Terça-feira, 21 de maio de 2024
informe o texto

Notícias Tecnologia

TECNOLOGIA

Universidade faz pesquisa inovadora com fertilizantes biológicos

Técnicas de espectrometria podem auxiliar na popularização do DLS

Assessoria

28/04/2023 - 13:10 | Atualizada em 29/04/2023 - 12:21

Universidade faz pesquisa inovadora com fertilizantes biolgicos

Foto: Assessoria

Fertilizantes qumicos representam uma parte significativa dos custos da produo agrcola e, mais recentemente, um de seus riscos, considerando o risco de interrupo nas cadeias de comrcio internacional. Uma  alternativa a estes so os fertilizantes orgnicos, principalmente os dejetos lquidos da produo de sunos (DLS), que alm de mais baratos tambm so uma opo mais sustentvel do ponto de vista ambiental.

O uso de DLS, entretanto, tambm demanda anlises de solo para determinar a quantidade necessria e as melhores formas de aplicao em cada plantao, como feito corriqueiramente com o fertilizante qumico. Mas este ainda um processo trabalhoso e caro para muitos produtores.

Para resolver este problema e, assim, ampliar a segurana no uso dos fertilizantes orgnicos tanto para os produtores quanto para o meio-ambiente, cientistas do Grupo de pesquisa Estudos de Resduos e Matria Orgnica do Solo (GERMOS) e do Laboratrio de Caracterizao de Novos Materiais, ambos da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), com apoio da Fundao de Amparo Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat), comearam a estudar a caracterizao de solos de MT adubados com DLS a partir de tcnicas mais rpidos e que no envolvem reagentes qumicos.

“Atualmente, a principal forma de medir as caractersticas do solo com testes qumicos, que do muito trabalho e usam muitos reagentes, agregando ao custo e poluio da produo agrcola. Nosso objetivo substituir o uso desses reagentes por tcnicas ambientalmente mais amigveis, que possam oferecer a mesma segurana operacional para os produtores ”, explica a pesquisadora Ariane Isis Barros, do Programa de Ps-Graduao em Agricultura Tropical (PPGAT).

"Impresso digital" dos elementos qumicos parte importante da pesquisa

Estas tcnicas utilizam radiao eletromagntica (luz visvel, infravermelho, raio-x, etc.) para descobrir as caractersticas da amostra, como por exemplo os elementos qumicos que a compem.

O fundamento destas tcnicas est no fato de que cada elemento qumico tm um tipo de “impresso digital” relacionada absoro e difrao da energia eletromagntica. Por exemplo, se apontamos um feixe de luz branca para determinado elemento, ele vai absorver apenas algumas cores especficas, enquanto se apontarmos para outro, as cores absorvidas sero diferentes.

Na pesquisa, o grupo prope trs tcnicas que utilizam deste fundamento, uma usando luz infravermelha para caracterizao qumica do solo; outra usando raios-X para caracterizao mineralgica; e outra usando microscopia eletrnica para mapear os elementos presentes em cada compartimento do solo. “Essas so tcnicas relativamente rpidas e versteis”.


Para que haja o uso correto destas, necessrio entender melhor os efeitos do DLS no solo ao longo do tempo e “calibrar” as tcnicas de anlise para que os dados possam ser devidamente interpretados. “Mas devido sensibilidade das tcnicas s variaes da composio do solo, temos o desafio de desenvolver modelos capazes de compreender estas variaes para entregar resultados confiveis”, afirma a pesquisadora.

Com este objetivo, o projeto utilizar amostras de solo cultivados com soja, milho e pastagens, em diferentes profundidades e com diferentes tempos de aplicao do DLS. Em seguida, far a caracterizao qumica e mineralgica das amostras com as trs tcnicas sugeridas e ainda uma quarta, chamada “Espectrometria de Emisso ptica com Plasma Indutivamente Acoplado (ICP-OES)”.

“Esse o mtodo proposto pela Agncia de Proteo Ambiental dos Estados Unidos e utilizaremos seus resultados para quantificar os metais nas amostras de solo e obter valores de referncia que sero comparados com as tcnicas que estamos propondo”. A pesquisa, coordenada pela professora Oscarlina Lcia dos Santos Weber, ainda est em fase inicial, mas deve apresentar resultados a partir de 2024.

Se os pesquisadores alcanarem os objetivos propostos, o uso de dejetos da produo suna como fertilizantes orgnicos poder ser feito com mais segurana e responsabilidade pelos produtores de Mato Grosso, diminuindo os custos e possveis problemas ambientais, alm da dependncia de importao de outros tipos de fertilizantes.
 
Sitevip Internet